Blog da Escola de Referência e Educação Jovens e Adultos Amaury de Medeiros

.

19 de setembro de 2008

ENTREVISTA COM A PROFESSORA CATARINA VILAR

O Blog Amaury Online inicia hoje uma série de entrevistas com professores da escola Amaury de Medeiros. Escolhemos para a estréia a professora Catarina Vilar, um dos esteios dessa instituição. Lecionando na escola há mais de trinta anos, essa professora é uma verdadeira lenda. Ao longo da carreira, Catarina coleciona muitas glórias e polêmicas. Por ser uma profissional exigente é incompreendida por alguns, amada por muitos e respeitada por todos. A personalidade forte e o espírito contestador são as principais marcas dessa paraibana de Taperoá.

Por: Edvaldo Cavalcante

AMAURY ONLINE: No prólogo da entrevista eu falo que a senhora tem mais de 30 anos de docência. Gostaria de saber em que ano a senhora se formou, por que decidiu ser professora e por que veio morar no Recife.

CATARINA- Eu me formei em 1963 na Faculdade de Filosofia de Campina Grande. Nesse tempo nós tínhamos poucas opções de cursos, mas eu acho que acertei na profissão porque gosto do que faço. Tanto que faz mais de 30 anos que eu estou nessa profissão e não me arrependo de jeito nenhum. Vou continuar enquanto puder. Eu vim pro Recife porque meu marido trabalhava aqui aí eu tive que vir pra cá.

AMAURY ONLINE - Durante todos esses anos de profissão, qual o melhor momento da escola pública e qual o pior?

CATARINA – O pior momento é o que estamos passando agora, sem dúvida. O melhor? Quando eu entrei ainda tínhamos bons momentos. Nós éramos respeitados, tínhamos condições de dar aula, não existia tanta violência na escola. Hoje tem tudo isso.

AMAURY ONLINE - Que conselho a senhora daria para os jovens de hoje que sonham em ser professor?

CATARINA - Só faça isso se tiver vocação. Não vá pra ganhar dinheiro ou só para arranjar um trabalho. Dinheiro você não ganha. Só entre se tiver vocação porque aí você enfrenta todos os problemas como eu enfrentei até hoje!

AMAURY ONLINE - Nos últimos quatro anos, o governo do estado patrocinou para os professores, cursos de pós-graduação em todas as áreas do conhecimento. A disciplina de inglês não foi incluída. Qual a sua opinião sobre isso?

CATARINA- Não sei te dizer. Acho que o governo não pensa num todo. Na escola particular os alunos têm mais condições de desenvolver porque fazem curso de inglês particular...

AMAURY ONLINE - Existe uma tendência clara para a introdução do espanhol. A senhora acha que isso pode ter influenciado na exclusão da disciplina de inglês?

CATARINA – Eu acho que não, não!

AMAURY ONLINE - Uma das principais queixas dos professores ,hoje em dia ,é a falta de interesse dos alunos. Na sua opinião, por que os jovens não encaram mais a escola com seriedade?

CATARINA - (Catarina faz uma pausa, fica pensativa e sentencia) O problema básico está na família. Eles chegam na escola achando que estão fazendo um favor aos pais, fazendo favor ao professor. Falta base para acompanhar as aulas. A única meta é passar de ano sem nenhum objetivo.

AMAURY ONLINE - Por ser muito exigente a senhora quase sempre é vista como “chata”. Apesar disso, em algumas comunidades do Orkut, o seu nome é o mais lembrado como professora preferida. Explique esse paradoxo.

CATARINA - Eu digo sempre pra eles que esse título é o que mais me honra aqui no Amaury. Porque quando ele diz: “a chata” eu entendo que é aquela que está cumprindo com sua obrigação. Agora, eles falam isso, mas depois reconhecem. Quando passa a fase da adolescência eles reconhecem que eu faço isso para o bem deles.

AMAURY ONLINE - Um dos momentos mais difíceis da vida da senhora, todos nós sabemos, foi a perda do seu filho. Como se supera uma dor dessas?

CATARINA- Deus é que sabe, mas eu acho que o meu trabalho me ajudou muito. Se eu tivesse ficado em casa, pensando nisso ,eu acho que já teria morrido. Deus mostra um caminho e a gente tem que seguir.

AMAURY ONLINE - Qual a sua experiência em escola particular?

CATARINA- Faz tempo. Na Paraíba eu ensinei no Alfredo Dantas, aqui eu lecionei um tempo no Santa Bárbara. A diferença é que na escola pública temos que lidar com problemas sociais sérios. Mas, muitas vezes, tem escolas particulares em que a situação é muito pior.

Bate bola

* Catarina Vilar por Catarina Vilar: Sei lá.. rsss Indefinível

*Catarina fica feliz quando: Minha família está feliz

*Catarina fica triste quando: tem alguém infeliz na minha família

*Escritor favorito: Não tenho preferência pelo escritor e sim pela literatura

*Livro de cabeceira: Não tenho!

*Na tv gosta de ver: O que prestar! rssss

*Na tv não vê de jeito nenhum: “Lucianta Jumenta” (Luciana Gimenes) rssssssssss

*Filme preferido: ???????????????

*Ator e atriz preferidos: Tony Ramos e Glória Menezes

*Prato preferido: Qualquer um que eu não tenha feito! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

5 comentários:

Leonardo Gueiros disse...

Professora de grandes méritos, admito.

Anônimo disse...

lembro bem da prof catarina era exigente e competente,não tive outra prof de inglês em colégio como ela,ela dava aula não enrolava como muitos até de escola particular faz. e é verdade naquela época todos respeitavam os professores,e catarina era muito respeitada,tinha gente q tinha medo dela kkkkkkkkk
Que saudade do Amaury,um abraço pra catarina.

Blog do Jhon disse...

Sinceramente...Catarina teve seus méritos é verdade, afirmo isso como aluno me que eu fui dela por 3 anos seguidos, mas na questão "aula" simplesmente foi a professor a que mais esvaziou conteúdo na história, primeiro por que todos os alunos tinham MEDO, pois ela era REPRESSORA, segundo, por que o seu AUTORITARISMO REMONTO DA ÉPOCA DA DITADURA provocou uma debandada de alunos nas 6ªs séries em 1995,e mais da metade dos que ficaram, foram sumariamente reprovados alguns, com 0,1 de ponto! e sem falar no Vexame, ela Conselheira de Classe ( Eleita sem o nosso voto ..antidemocrático não ) envergonhou a nossa turma, e sinceramente, não sei como ela teve coragem de estar na nossa colaçãod e Grau em 97..emfim, por essas e outras que o Amaury, teve sua decadência..Lamentável!

. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
. disse...

John, meu nobre, obrigado pela visita. Sobre as observações direcionadas a professora Catarina (já aposentada), não vou tecer nenhum comentário, afinal, cada um sabe onde o calo aperta. permita-me, apenas, discordar quanto a DECADÊNCIA do Amaury de Medeiros. A escola, a partir desse ano, passou a ser um dos centros de referência da Rede Estadual de Ensino. Está no regime semi-integral caminhando para o integral. Houve uma seleção e só os professores aprovados permaneceram na escola.

Abraço!

Prof. Edvaldo Cavalcante

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Affiliate Network Reviews